Câmara negra


Fevereiro de 2007

E quando não há nada para escrever, e ficar olhando pela janela totalmente plena de chuva é o marasmo completo? Como é que nos livramos de uma estadia breve de tristeza, quando o ânimo brinca de sombra de Peter Pan? Aqui esperamos os acontecimentos, os fatos, as notícias, as fotografias, o que virá, mas, desafortunadamente, nada vem, e se algo acontece, não tenho conhecimento.

Aí está uma palavra que é um mundo: conhecimento. Se não há ciência, se não há qualquer informação, nada a se fazer presente, só resta então buscar o passado que existe em cada um de nós.

Os projetos faliram, e não há humanidade sem projeto. Se nada me resta a fazer, que eu possa me alienar totalmente e mergulhar em um local onde mesmo a minha sombra não importe, onde o meu corpo possa flutuar como se estivesse em gravidade zero.

A câmara negra me espera.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s